top of page
  • Foto do escritorIsabella Cristina Alves da Silva

HOSPITAL INDENIZARÁ GESTANTE em R$ 16 mil por FALHA que causou PARTO DOMICILIAR!


A 11ª câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais acatou o pedido de recurso de uma decisão da comarca de Ipatinga/MG, no Vale do Rio Doce, e condenou uma instituição de saúde ao pagamento de R$ 16 mil em danos morais a uma paciente por falha em atendimento. A decisão anterior previa o pagamento de R$ 10 mil.


Conforme o documento e segundo relato, a paciente, em fase final de gestação à época, compareceu ao hospital às 10h45 do dia 2 de fevereiro de 2016 com dores provenientes da gravidez, sendo atendida por uma enfermeira durante a triagem.


Sem ser encaminhada a um médico para avaliação, a mulher foi liberada após a profissional informar que não havia sido observada "nenhuma alteração de dados vitais que demandasse atendimento de urgência", orientando que a gestante procurasse uma Unidade de Saúde Básica de preferência.


A paciente relatou que retornou para casa para se alimentar e, posteriormente, comparecer à unidade de saúde. Neste intervalo, no entanto, entrou em trabalho de parto avançado. Todo o processo de nascimento da filha ocorreu no chão da residência da mulher.


"Com a situação de urgência e a demora na chegada do Corpo de Bombeiros Militar, que foi acionado por conhecidos, um amigo que estava na casa foi imediatamente à Unidade Básica de Saúde e trouxe consigo uma enfermeira que estava no local e, somente após a chegada da profissional, foram realizados os procedimentos técnicos e verificado os sinais vitais da recém-nascida.", diz trecho que consta na decisão, ainda informando que o nascimento da criança foi declarado pouco após às 12h do mesmo dia 2 de fevereiro de 2016.


O laudo pericial destaca que a paciente deveria ter sido encaminhada ao médico plantonista para uma melhor avaliação, e que a liberação da mesma em "trabalho de parto não diagnosticado colocou mãe-bebê em uma situação de risco".


O documento ainda fala em violência obstétrica, que "caracteriza-se por abusos sofridos por mulheres quando procuram serviços de saúde na hora do parto".


A intenção desse artigo é levar conhecimento jurídico para as pessoas, pois muitos desconhecem seus direitos. Por isso se você gostou ou essa informação foi útil para você clique em "Curtir o artigo" e compartilhe nas redes sociais para que essa relevante informação chegue a outras pessoas. Você também poderá fazer comentários ou indicar temas para novos artigos logo abaixo.

O número do processo não foi disponibilizado.


Fonte:


Hospital indenizará gestante por falha que causou parto domiciliar. Site Migalhas (Informações: TJ/MG). Publicado em 21 de julho de 2023. Disponível em: https://www.migalhas.com.br/quentes/390206/hospital-indenizara-gestante-por-falha-que-causou-parto-domiciliar Acesso em: 27/07/2023.


13 visualizações

Comments


Outras notícias

Arquivo

Siga-nos

  • Grey Facebook Icon
  • Grey LinkedIn Icon
bottom of page