Saiba os cuidados ao comprar pela internet

Com a popularização da internet muitas empresas decidiram investir pesado nos chamados e-comerce (comércio eletrônico).  A cada dia é possível perceber o grande número de ofertas com preços atrativos, marketing agressivo e visual arrojado para atrair os consumidores que optam por este meio de compra também pela facilidade e comodidade, já que os produtos podem ser pesquisados, consultados, adquiridos e recebidos sem sair de casa.

 

De acordo com o levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) 89% dos internautas realizaram ao menos uma compra online nos últimos 12 meses anteriores à pesquisa. Apenas 4% das pessoas que têm acesso à internet admitiram nunca ter feito qualquer compra online.

 

A tendência é que o número de vendas pela internet dobre até 2021 segundo indicação do Google que afirma que o seguimento terá crescimento médio de 12,4% ao ano e atingirá um total de 85 bilhões de compras.

 

Junto com as vendas, o número de reclamações também aumenta na mesma proporção. Por isso, ao comprar pela internet requer alguns cuidados, conforme destacamos abaixo:

 

1. Referências: busque referências sobre a empresa responsável pelo site através de amigos, sites de reclamações ou junto ao PROCON de sua cidade. Dê preferência a empresas conhecidas, que informam o CNPJ, telefone de contato (de preferência 0800) e endereço físico. Evite sites duvidosos de empresas fantasmas. Recomendamos o site Reclame Aqui para obter referências. Lá é possível pesquisar as empresas que possuem mais reclamações e também registrar reclamação no caso de problemas, sendo tal disponibilizada ao público e levada ao conhecimento do fornecedor para tentativa amigável de solucionar o problema;

 

2. Informações: obtenha o máximo de informações sobre o produto, as condições de pagamento, o prazo de entrega, frete e garantia. Caso tenha dúvidas sobre o produto acesse o site do fabricante que disponibiliza informações mais completas;

 

3. Nota fiscal: exija a nota fiscal. Sua emissão é obrigatória além de ser documento hábil para exigir a garantia no caso de defeitos de fabricação;

 

4. Comprovantes: procure imprimir comprovantes como pedido, confirmação do pedido e principalmente a oferta, pois esta integra o contrato. Muitos consumidores reclamam que o site oferece determinado produto por determinado preço e ao finalizar a compra o preço é alterado (curiosamente o preço aumenta, nunca diminui). Para isso guarde os e-mails enviados pelos sites ao finalizar a compra ou imprima a tela de oferta do site;

 

5. Desconfie de preços baixos: faça uma boa pesquisa de preços. Existem sites que efetuam buscas de ofertas pela internet (Buscapé, Bondfaro, etc). Preços muito baixos demonstram origem ou qualidade duvidosa do produto ou do fornecedor. Há alguns anos consumidores reclamaram que compraram celulares em sites internacionais e receberam tijolos no lugar do produto. Esses consumidores foram atraídos pelo baixo preço oferecido e muitos não conseguiram solucionar o problema porque os sites eram mantidos por estelionatários  internacionais. Por isso todo cuidado é pouco;

 

6. Antecipe-se: para ter certeza de presentear na data certa procure comprar com antecedência. Os prazos devem ser respeitados, mas atrasos podem ocorrer por conta das empresas de transporte ou dos Correios. Caso o produto não chegue na data combinada a loja pode ser responsabilizada;

 

7. Cartão ou boleto: muitos sites oferecem pagamentos parcelados sem juros no cartão de crédito ou ótimos descontos no boleto bancário. Cabe ao consumidor optar pelo mais vantajoso;

 

8. Cuidado com produtos de origem duvidosa: dê preferência a produtos de marcas conhecidas. Produtos de marcas desconhecidas são fabricados na China ou Paraguai. Caso o produto apresente defeito não será possível encontrar assistência técnica autorizada para manutenção;

 

9. Mantenha seu computador seguro: não faça compras em computadores públicos ou de terceiros e nem utilize rede WiFi aberta. Mantenha sempre atualizado o antivírus. Existem programas maliciosos que coletam dados e os remete aos seus criadores. Ao comprar ou efetuar transação bancária esses dados podem ser enviados a terceiros, causando danos e transtornos futuros;

 

10. Transação segura: Preste atenção aos itens de segurança. É importante que o endereço do site comece com "https", em vez de só "http". Veja se aparece a imagem de um cadeado, geralmente no canto inferior direito do programa utilizado para acessar a internet. Evite utilizar links enviados por e-mail, WhatsApp, SMS ou disponíveis nas redes sociais, pois pode ser um golpe. Os golpes levam o consumidor acessar site falso, semelhante ao site original;

 

11. Arrependimento: o Código de Defesa do Consumidor assegura o arrependimento em todas as compras feitas fora do estabelecimento comercial. Porém esse direito deve ser exercido no prazo de 7 dias a contar da contratação ou da entrega do produto. Importante salientar que a desistência deve ser comprovada com protocolo fornecido pelo telefone, e-mail, carta com aviso de recebimento ou qualquer outro comprovante idôneo. Ao desistir, o consumidor receberá todo o valor pago, sem qualquer ônus, inclusive o valor pago pelo frete.

 

Tomando estes cuidados sua compra estará garantida.

 

Fontes:

 

EBC Agência Brasil, "Pesquisa indica que 43% dos internautas fizeram mais compras online este ano", disponível em http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-06/pesquisa-indica-que-43-dos-internautas-compraram-online-este-ano;

 

Folha de São Paulo, "Vendas na internet no Brasil deve dobra até 2021, indica Google, disponível em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/10/1823568-vendas-na-internet-devem-dobrar-ate-2021-indica-google.shtml

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir o artigo
Please reload

Outras notícias

Please reload

Arquivo

Please reload

Siga-nos

  • Grey Facebook Icon
  • Grey LinkedIn Icon

©2016 por Fabiano Macário - fabianomacario.adv@gmail.com

whatsapp-icone.png